Sobre falar de moda | BEDA#12

marketing-digital-para-moda

Quando criei o blog, quase um ano atrás, eu pensei em vários temas para colocar aqui, e moda era um deles. Eis que, até hoje, nunca falei sobre isso. A verdade é que comecei a me interessar pelo assunto a uns anos atrás, a fuçar a internet sobre blogs e perfis de moda no Instagran. Super curti, achava o máximo ver os looks, as novidades e as combinações. Só que aconteceu que de repente tudo começou a me causar um certo desconforto. Bem, falar sobre moda na minha humilde opinião era divertido, explorar as novidades e o que você pode fazer com aquelas muitas peças. Só que não é bem assim que tenho visto por aí.

A verdade é que quanto mais eu procuro o assunto moda mais eu encontro ditaduras da beleza. Ui! Que termo forte! Mas Augusto Cury foi bem implacável quando colocou esse título. Eu meio que fico cansada de ver as meninas falando o que deve e o que não deve usar. Não quero ser antiética pra falar do trabalho do outro, mas, caramba, como assim dizer que eu não posso usar determinada peça?

O que eu mais tenho gostado da moda ultimamente é a diversidade. O eu poder combinar estampas diferentes e cores. Essa liberdade de ser você mesma. Então qual é de ficar ditando o que eu posso ou não posso?

Tá bom, eu concordo plenamente que determinados cortes e modelos deixam mais elegante, deixam mais gorda/magra, alta/baixa, que valorizam tal parte do corpo e muitos blablablas. Sei disso. Mas e se eu não me importar com isso? Acho legal saber quando eu quiser aparentar alguma coisa, ok. Pronto!

Sinceramente, vi uma vez dizendo que baixinhas não podem usar XYZ porque elas aparentam ser mais baixas do que já são. Alo-ou! E se eu quiser ficar baixinha? Adoro ser pequena, combina com meu jeito de ser e ponto! O dia que eu quiser parecer mais alta uso essas dicas. Cheguei a ler que depois dos 30 tinha que jogar XYZ na lata do lixo. Não quero, ué. Eu gosto dessa peça.

Só acho que a gente tem que saber os momentos certos. Não vou trabalhar vestida de frufrus pois sei que não vão me dar crédito, preciso impor certo respeito. Mas eu não trabalho fora 24hs por dia, né.

Desabafos a parte, sangue fervendo e bem cansada disso tudo gosto de dizer que o legal de falar de moda é a capacidade de ousar. Seu look diz muito de você, a roupa que você usa pode dar cola do que está passando, sentindo e até de quem é. Cada um tem seu jeito, seu estilo e de fato precisamos respeitar mais. Dar uns toques é legal, ajuda bastante, obrigada, mas cada um segue sua moda como sua cabeça pede.

Tem gente que tem seu próprio estilo, tem gente que não esquenta cabeça pra moda. E aí? Já conversou com ela?

Obrigada minhas amigas blogueiras de moda pelas dicas, respeito o trabalho de cada uma de vocês e curto bastante os looks, pego ideias e talz, mas, por favor, não ditem regras pra mim #migasuaruim

Meu blog vai falar de moda, sim! Dicas e peças pra quem quiser se inspirar, ousar. E nada caro, ok! Estamos em crise rs…

Aguardem posts de moda

Perdoem-me o desabafo, agora estou preparada para falar sobre moda.

Obrigada

De nada

beda

 

Anúncios

11 comentários sobre “Sobre falar de moda | BEDA#12

  1. Lari Reis disse:

    Gostei do post. A necessidade que a moda ainda tem dessa reflexão é constante. Acho natural que, uma vez aberto o espaço na internet e multiplicando-se as vozes a falar sobre o assunto, os primeiros bons anos fossem de colunistas, blogueiras… que transferissem o conteúdo das revistas para cá. Falando sim do que vestir, de qual maquiagem usar. Era assim que funcionava. Uma nova consciência à respeito de tudo isso foi se formando depois e gradativamente. É uma questão ainda em transição, mas confesso que, a essa altura, eu não esperava ver gente nova colocando sim e não na vida dos outros. Dou valor a quem sabe dar dicas de moda sem dizer o que é certo ou errado. Tem como você dizer pra pessoa o que usar para alongar a silhueta, por exemplo, sem dizer que é isso o que tem que ser feito. Acho que muitas pessoas valorizam isso também, mas é nítido que ainda há preconceito e/ou dificuldade de aceitar blogueiras que fogem aos “padrões” que tem a coragem de dar as caras e escrever para milhares de outras pessoas que também não correspondem àquilo que a moda tradicional/arcaica colocou. Mas vamos evoluindo, espero…

    Curtido por 1 pessoa

    • Priscila Gonçalves disse:

      Muita verdade o que vc disse: “Dou valor a quem sabe dar dicas de moda sem dizer o que é certo ou errado.” Já li muitos posts assim e é super legal. Não quis comentar muito por questões eticas, mas realmente rola um preconceito muito chato. A internet nos dá espaço para colocarmos nossas ideias, então acredito que assim possamos evoluir.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Jamile disse:

    Pri, super concordo!
    Gosto de trazer de tudo um pouco pro blog, e quando cogitei trazer moda pra ele, inclusive não quis trazer meus looks pessoais. Eu gosto sim de ver blogs que seguem essa linha, mas confesso que acaba prendendo ao estilo da pessoa, e também ao que ela gosta pra o físico dela, e não necessariamente se encaixa ao meu (dentro do meu gosto).
    Finalmente quando postei sobre moda, acabei usando da seguinte estratégia; escolhia um tipo de peça que gosto/gostei, e buscava looks de diferentes estilos e em diferentes pessoas com a mesma peça.
    Dá uma grande variedade pra quem lê, até porque é bem o que disse, não estamos aqui pra impor nada a ninguém, mas sim apresentar coisas novas, ou mostrar outras opções, sobre determinado assunto.
    Esperando ansiosa por seus posts do tema 😉

    Curtido por 1 pessoa

    • Priscila Gonçalves disse:

      Eu suuuuper adoro esses posts que repete uma peça com vários looks diferentes, comecei a me interessa por moda assim, dá um monte de ideias legal.
      Acho legal vc mostrar os seus looks, não vejo problema, só acho que você tem que se sentir a vontade. Quando mostra contando o que usou o que gosta não está impondo nada a ninguém. Mas acho legal vc preferir colocar looks de outras pessoas.
      Estou ainda preparando com carinho esses posts, espero que consiga falar legal hehe
      Beijos amore

      Curtido por 1 pessoa

  3. onlysecretdreams disse:

    Adorei essa reflexão Pri!!
    Confesso que não sou nada ligada nas tendências da moda, mas sempre que consigo, fico vendo looks para me inspirar e tudo o mais… acho que quando falamos de moda temos que priorizar o termo liberdade, liberdade para criar e para se vestir… é uma pena que ultimamente isso está sendo muito padronizado e as pessoas ditam o que é certo e o que é errado nesse mundo da moda, mas creio que não exista essa, pelo menos pra mim, o importante é se sentir bem e livre…
    um beijão lindona ❤

    Curtido por 1 pessoa

  4. Clara Rocha disse:

    Que ponto de vista magnífico! Eu também não gosto que digam para mim o que usar ou o que deixar de usar! Eu gosto de ser eu mesma e seguir esse parameto é um pouco complicado. A gente tem que vestir o que a gente se sente bem. E quando não conhecemos o que a gente se sente bem temos que ir experimentando isso. É para isso que serve a vvida né ? Experimentar de todas e qualquer forma! E eu penso dessa forma, que você colocou aí. Você não tem que nada! Você tem que ser você e gostar do que você faz! Do que você veste. Isso diz muito sobre a sua personalidade, diz muito sobre o que você sente por dentro e por fora. Adoro a frase “descubra quem você e seja de propósito” e isso vale para todos os momentos da vida. Na moda, na nossa vida profissional, emocional. e tudo mais!

    Curtido por 1 pessoa

    • Priscila Gonçalves disse:

      Adorei essa frase. Ser a gente mesma sempre. É muito chato seguir um padrão que nada tem a ver com a gente e se encaixar nisso.
      E puts, moda, cara… a gente precisa mesmo estar bem.
      Tb adorei vc falar sobre ir experimentando até se descobrir. Acredito muito nisso tb. E mudar quando quiser.
      Grande beijo querida!!

      Curtir

  5. Líley Carla disse:

    Exatamente, Priscila! Até já disse num outro post seu que o meu estilo é aquele que me deixa confortável pra ser eu mesma e quando entendi isso, foi libertador. Porque é assim que deve ser. A gente se veste é pra gente, então nada mais justo que usar o que a gente gosta e se sente bem. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s